escute ao vivo todos os dias!

Biblioteca de Águas Claras reabre com acervo de 2,5 mil livros

Compartilhe!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Disponível para toda a comunidade, espaço de leitura com capacidade para 50 pessoas é popular entre concurseiros.

Próximo à Praça Coruja, na Rua Ipê Amarelo, um espaço de leitura com cerca de 2,5 mil exemplares de livros prontos para proporcionar as mais diversas aventuras literárias está disponível à população. Após dois anos fechada para reformas, a Biblioteca Pública de Águas Claras reabriu em 27 de agosto. O local funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h.

O espaço passou por reparos, principalmente nos telhados. Antes de fechar, a biblioteca atendia cerca de mil pessoas por mês, tanto para a utilização do espaço de estudo quanto para empréstimo de livros. A sala de estudos já chegou a comportar 50 pessoas ao mesmo tempo.

“Esse incentivo à leitura deve ser desde sempre, do pequeno ao grande, e a biblioteca faz esse papel”, afirma o administrador de Águas Claras, Mário Furtado. “Em parceria com a Novacap, fizemos o trabalho necessário para a reabertura. Tinha cobrança da comunidade, e uma das primeiras demandas foi dos estudantes de concurso, que precisavam de um lugar para estudar.”

“A biblioteca ter reaberto foi uma alegria muito grande, porque eu precisava muito desse espaço em silêncio pra eu conseguir me concentrar, focar, escrever”, relata a doutoranda em contabilidade Eduarda Augusta, 30, que frequentava o espaço antes do fechamento e escreveu lá toda a sua dissertação de mestrado. “Águas Claras é um lugar muito barulhento. Tem um apartamento no meu prédio que está tirando o chão; fica impossível de conseguir trabalhar, estudar e ler, que é o que eu preciso fazer pra desenvolver minha tese.”

A usuária da biblioteca também destaca os benefícios do espaço público: wifi, ar-condicionado, bebedouro, banheiro e até café. Além, é claro, do acervo. “Já peguei um livro em inglês, que tenho treinado bastante; ter tido acesso a isso aqui foi muito bom pra mim”, afirma.

Doações

O acervo é todo feito a partir de doações, o que permite que a comunidade possa dar um destino aos livros sem uso que tem em casa, evitando acúmulos e aproveitando o local para disseminar cultura.

A Biblioteca Pública de Águas Claras existe desde 2009. Antes disso, o espaço era um estande de vendas dos prédios que circundam a área. Há 14 anos o local foi cedido para a criação do espaço público de leitura.

A servidora pública Esther Melo Viana, 58, trabalha na Biblioteca de Águas Claras há 11 anos. “É bonito, porque muitas pessoas, depois que passam nos concursos, voltam aqui para agradecer pela utilização na época que estudavam”, conta. “Aqui é um lugar acolhedor, realmente para servir as pessoas – com café ou o que mais elas precisem no espaço”.

O prazer da leitura

A Biblioteca de Águas Claras desenvolve projetos de incentivo à leitura, no intuito de expandir o conhecimento de quem passa pela região. No dia da reabertura, foi feito um “varal literário”, em que livros foram expostos de maneira que, ao pegar um exemplar, cada pessoa trouxesse outro, circulando mais unidades. A ação faz parte do projeto Biblioteca Viva, que também abrange leitura para crianças.

“Essa reabertura veio pelo anseio da sociedade, que precisa de um espaço para buscar o conhecimento”, reforça o gerente de Cultura, Esporte e Lazer da Administração Regional de Águas Claras, Tercio Mendes. “Esse espaço se torna pequeno, mas, dentro do mundo da leitura, ele se expande com livros bons e bem-conservados.” 

Há também uma parceria com o Clube do Choro, para levar poetas, escritores, músicos e outras manifestações artísticas ao local. Para Ana Delicy, moradora da região e presidente da Academia de Letras de Águas Claras, a Praça da Coruja tem sido palco da junção entre a biblioteca, a arte e a própria academia.

“Estamos muito felizes com a reabertura da biblioteca”, comemora. “Sabemos que o avanço tecnológico é importante, mas pegar um livro impresso, folhear suas páginas, sentir o cheiro do papel… é um deleite imensurável. Queremos convidar todos de Águas Claras para visitar a biblioteca, conhecer o acervo, fazer o cadastro e levar consigo um livro para ler no conforto do seu apartamento, nas praças lindas que temos ou nos parques, e fazer viagens através da leitura.”

Parceria

A Biblioteca Pública de Águas Claras é subordinada à Gerência de Cultura da administração local e à Biblioteca Nacional de Brasília, que trabalha em parceria com as administrações públicas para fortalecer as bibliotecas públicas do DF.

“Temos ofertado a todas as administrações apoio técnico para dinamizar os espaços conforme a meta que está no planejamento estratégico”, detalha a diretora da Biblioteca Nacional de Brasília e coordenadora do Sistema de Bibliotecas Públicas do DF, Marmenha Rosario.

Para fazer uso da biblioteca, é necessário um documento com foto e comprovante de residência. É permitido pegar cinco exemplares por vez, com um prazo de 15 dias de empréstimo.