escute ao vivo todos os dias!

Rejane Silva perde para medalhista mundial nas oitavas e está fora dos Jogos Paralímpicos

Compartilhe!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Foto: Matsui Mikihito / Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB)

No tiro com arco dos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, não deu para Rejane Silva. Nesta terça-feira (31), a brasileira foi derrotada nas oitavas de final pela britânica Victoria Rumary,  medalhista de bronze no mundial de 2017,  por 115 a 107 no total.

A britânica só esteve atrás no primeiro set, quando Rejane SIlva venceu por 15 a 14. A partir daí, Victoria Rumary dominou, principalmente no 3º e 4º sets, quando abriu nove pontos de vantagem e não foi mais alcançada.

Vale lembrar que a atleta é novata no tiro com arco. Há menos de um ano, Rejane competia no tênis de mesa em cadeira de rodas. Ela foi à semifinal dos Jogos Parapan Americanos de Lima, no Peru, em 2019.

Essa foi a segunda elminação de Rejane Silva nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. No sábado (28), a atleta caiu junto com Hélcio Perilo na disputa do time misto de tiro com arco do Brasil. Os brasileiros perderam nas nas quartas de final pelos tchecos Sarka Musilova e David Drahoninsky por 131 a 126 no total.

Na última parcial, o time misto do tiro com arco do Brasil melhorou o desempenho e até empatou em 32 a 32. Mas não conseguiu reverter o resultado, sendo derrotada para a República Tcheca que, na sequência, venceu a Coreia do Sul e perdeu para a China na final, ficando com a medalha de prata.

Mas aí, no terceiro set, os europeus ampliaram a diferença. Rejane Silva e Hélcio Perilo viram a dupla adversária acertar um dez, enquanto mandaram uma flecha longe do centro, marcando apenas cinco pontos. Assim, os tchecos aumentaram a vantagaem para 99 a 94.